Deus já desistiu…

As redes sociais tornaram-se uma febre hoje. Na comunidade em que moro há muitos grupos de discussão, que vão se multiplicando na medida em que os participantes encontram interesses comuns, ao mesmo tempo que eliminam aqueles que não se enquadram no tema predominante. Estes, por sua vez, acabam formando outro grupo, mais eclético, muitas vezes Leia mais… »

Mudou alguma coisa?

Houve uma época – eu era menino, mas me lembro das discussões de meu pai com alguns próceres políticos de Brazópolis – a cidadezinha no sul de Minas onde meus pais nasceram – sobre a campanha “O Petróleo é Nosso” (está aí uma característica da idade ‘avançada’: à medida que o tempo passa, a gente Leia mais… »

Ontem e hoje…

Vira e mexe a gente recebe, pelas redes sociais, uns posts com recordações dos anos 60/70, afirmando “como eram bons aqueles tempos!!!” Acredito que isto é postado por gente que, como eu, nasceu na década de 40 e, já descendo a montanha da vida, se agarra às lembranças, já que o dia-a-dia, agora, não traz Leia mais… »

O guarda da esquina

Nos idos de 60 a coisa ficou feia. Muito feia!  A quartelada tinha dado certo, os militares empalmaram o poder, açulados pela elite política e econômica e, agora, ao contrário da intenção destes, não estavam propensos a largar o osso. Gostaram e começaram a fazer uma limpa em todas as lideranças civis, mesmo as que participaram Leia mais… »

Hoje tem marmelada?

Marmelada n° 1: o empresário do ramo de educação e midiático político Gilmar Mendes, ora atuando como ministro do Supremo, foi enfático e esclarecedor em sua 983.484ª entrevista (apud Conversa Afiada): o Tribunal Superior Eleitoral não tem “juízes de Marte… a situação política do país” deve ser levada em conta no julgamento (das contas da Leia mais… »